domingo, 28 de setembro de 2014

Como andam os filmes!

energies are contagious...

Tenho lido bastante, sobre o bum de blogues, sobre o que é ser um bloguer, sobre o que deve ser um bom bloguer, características, banners,sobre o design original e cuidado que deve ter, sobre os maus bloguers, sobre a quantidade de visitas que devem ter, sobre os textos que devem ter. No meio de tudo isto eu pergunto-me. Afinal existiam normas para se ter um blog? Então como não actualizo textos de hora em hora não sou merecedora de ser lida? Vão banir-me da blogosfera? Sou uma péssima bloguer!
Bem, julgo que seja um grande drama, isto se virmos as coisas por este prisma; ou então podemos, simplesmente passar em frente e continuar a utilizar o blog por prazer, não com o objectivo de ser mais e mais.
Hoje utilizo o design do próprio bloguer, uma imagem do próprio bloguer, só não utilizo o nome "Novo blog", porque uma pessoa ainda tem alguma personalidade, e não nos queríamos confundir com uma manobra estilo "Novo Banco" (coisa menos original, diga-se de passagem). Escrevo quando posso, quando me sinto inspirada ou quando me sinto desesperada, é isso, o meu blogue serve para eu desabafar, porque as paredes tem ouvidos e ainda pensam que estamos maluquinhos se nos ouvem a falar sozinhos. Escrevo quando estou sozinha, porque a coisa mais irritante é alguém espreitar os nossos textos, durante todo o processo creativo e moroso que é escrever um texto, com cabeça, tronco e membros.

Aproveito para reflectir sobre o tempo, tempo é uma coisa que não existe, é um conceito muito limitado, algo que não cabe nas tarefas que uma mãe trabalhadora tem, sim porque para além do trabalho, que nos dá o sustento, à que trabalhar em casa, e apesar de ter um maridão que me faz a "janta" o tempo voa, com asas bem velozes. Adorava ser aquelas mães trabalhadoras, que saem do trabalho e ainda tem tempo para um café com as amigas, chegam a casa e brincam e tratam dos filhotes e à noite ainda dá tempo para uma soiré com o marido, aos fins-de-semana vão a todos os eventos que existem e ainda a mais alguns, e quando a semana começa parecem frescas que nem uma alface. Alguém me sabe dizer o segredo? 
-Ora se arranjares uma empregadita. Pois não existe, somos mesmo nós que tratamos da casa, tratamos de lavar, estender e passar a roupa, tratamos dos móveis, dos almoços para a marmita e dos jantares menos pesados. Lá para uma limpeza mais pesada, uma pessoa até pode pensar no caso, MAS,.. não podem passar os módicos 7,5€/h e saber-se se é de confiança e trabalhadora. Sim trabalhadora, que há muitas pessoas que molengam, levam as horas, o dinheiro e a paciência e fica tudo na mesma. Ai a falta que faz conhecer a Vila e os arredores.
- Então e uma ama que cuide da menina? Pois tem escola numa IPSS e já estamos com muita sorte, os horário não se estendem muito, mas podia ser pior. Não tem muitas actividades, mas a mini lady só tem um aninho. Podia colocá-la numa escola XPTO? Não podia, por isso ficamos assim, esta bem?
- E um emprego melhorzito? Pois vinha a calhar. Ver e a apalpar mamas all day long, não é o melhor trabalho do mundo, e uma pessoa não andou a estudar calhaus para isso. Se calhar é melhor pensar na via estrangeiro?
-Pronto uma maquilhagem pode resolver. À isso? Até tenho, não tenho é paciência. 



Novembro é o mês. Novembro é o mês!

Have fun,

M


1 comentário:

  1. Já falta pouco, só tens de ter um pouco mais de paciência. Não deve ser fácil, mas depois vão ter a vossa casa e podem fazer da vossa vida aquilo que quiserem :)
    http://coeurdartichautbyannabelle.blogspot.pt

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo