quinta-feira, 26 de setembro de 2013

♥Baby Things #3

Este post já vai bem atrasado, contudo não há problema nenhum em deixar mais um contributo para quem lê este blog e quiçá um dia venha a ter uma baby. 
Uma das melhores coisas que fiz durante a gravidez foi o curso de preparação para o parto, há quem diga que de nada serve, que é tempo perdido, que não se aprende nada de novo e que os familiares fazem muito bem esse papel. Pois garanto-vos que não é bem assim, existem informações que são bastante úteis, como os exercícios que se devem fazer durante a gravidez para nos relaxar e aliviar determinadas dores que vão surgindo ao longo dos nove meses, questões com a amamentação, a forma como devemos respirar na hora H, questões relacionadas com o que vem depois, banhos e outros cuidados que nem sempre pensamos.
Eu fui bastante abonada, contei com a sorte de encontrar enfermeiras super simpáticas que me prestaram todo o tipo de apoio e me deixaram frequentar as aulas mesmo não fazendo parte da zona dos centros que frequentei, um deles foi nas Amoreiras e outro no Centro de Alcântra (o meu preferido confesso). Com esta sorte pude constatar que estas aulas são diferentes de centro para centro, são diferentes por determinados factores, limitados por causa de espaço, tempo, técnicas especializadas, material didáctico and so on. Confesso, que outra limitação que presenciei, é a capacidade da pessoa que coordena as aulas de dar a volta aos obstáculos, em Alcântra não tinhamos técnicas de fisioterapia, mas tivemos aulas de yioga, dança e relaxamento, tivemos conhecimento de diversas massagens de relaxamento para bebés com simples videos retirados do youtube e aprendemos como pegar num bebé quando damos banho com bonecos cedidos por pais e crianças que frequentam o centro, houve aulas tardias para que os pais das crianças pudessem comparecer e receber também alguma informação e se sentirem mais parte deste processo, o nascimento de um filho. Fiquei fã da enfermeira Fátima por estes motivos e pela capacidade de nos deixar sempre com um grande sorriso, por não sentirmos que estamos a ter aquela formação porque tem de ser, mas sim porque é uma informação útil e necessária ao nosso bem estar antes e depois da chegada do novo membro. Até visitas à maternidade nós tivemos, com direito imagine-se, a visitar uma das colegas que já tinha tido a bebé e a desejar boa sorte a outra colega que estava no bloco de partos pronta para ter a criança. Outra questão fascinante era o facto de sermos todas grávidas de meninas, 8 grávidas, 8 meninas. Qual a probabilidade?
Depois existem os bónus, amostras e cremes para todo o gosto e feitio, é-nos dada a possibilidade de experimentar toda uma diversidade de cremes, quer seja para a barriga ficar sem vestígio de estrias como para os mamilos na altura da amamentação, creme para as pernas cansadas e para a barriga ficar firme depois do parto, cremes e shampoo para a baby e muito mais. Nas Amoreiras como era única pessoa a frequentar grande parte das aulas, recebi um kit mustela que me deu imenso jeito. Agora digam lá se compensa ou não estas aulas?


Have fun,
M

1 comentário:

  1. Vou sem dúvida fazer um curso de preparação para o parto, a partir da 28ª semana. Não há nada como a prática (muitos anos de baby sitting), mas também se aprende nestas aulas teóricas, e os conselhos das enfermeiras e de peritos são preciosos. Quanto aos produtos Mustela, sempre gostei :)

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo