sexta-feira, 19 de julho de 2013

♥Baby Things #2

A pouco menos de um mês para a chegada da Mini Lady, acumulam-se os pensamentos e a ansiedade, em parte boa, mas por outro lado chega a ser angustiante, principalmente, para quem como eu, vai ser mãe pela primeira vez.
Tudo é novo e existem sempre muitas opções em relação a tudo, desde às opções de nomes (falarei mais tarde), ao estilo das roupinhas, à forma como lidamos com as mudanças do nosso corpo e na nossa relação (sim, porque há coisas que mudam, ou melhor, se adaptam), existem opções no tipo de parto, no tipo de alimentação, nas aulas de preparação, nas consultas pré-natal e "pós-nascimento", and so on.
Concluindo, o nascimento de uma criança é uma exaltação e quando é a primeira nas nossas vidas a exaltação evolui a níveis, por vezes, drásticos (confesso que me considero bastante moderada, mas nunca se sabe).
Uma das coisas importantes a preparar é o quarto para o bebé, para quem tem possibilidades de o fazer claro, eu própria partilhei o meu quarto com os meus pais até aos 6 anos e não foi por isso que os meus pais se separaram ou lhes tornei a vida num inferno, portanto é uma coisa importante para quem pode. No meu caso tive a sorte de poder e a coisa passou por diferentes meandros, procuramos várias soluções, algumas apresentadas neste post, queria algo simples, suave, que não fosse muito trabalhoso e que fosse fácil de modificar caso nos fartássemos ou a Mini Lady decida um dia ter gosto próprio e mandar a decoração dos papás à fava. Pensámos em papel de parede, uma forma aparentemente fácil de tapar as imperfeições da parede e a pintura original que já não estava nos melhores moldes, até encontramos uns papeis de parede bem bonitinhos no "Sr. Leroy" mas quando nos debruçámos nas quantidade de rolos e no preço de cada um a coisa desvaneceu-se e optámos pela tradicional pintura. Como casalinho novo na coisa que somos, quisemos pintar as paredes de branco (originalmente estavam rosa), precisámos de colocar umas 5 camadas de tinta branca para remover a cor por completo, e depois pintámos duas paredes de lilás, totós só ai nos apercebemos que o lilás tapava bem o rosa, olha só o trabalho que se poupava naquelas duas paredes? Inexperiência à parte o quarto está praticamente pronto para receber a Mini Lady, não está perfeito, mas está ao nosso gosto e no final o que importa é que esteja confortável e que dê para umas boas noites felizes da nossa criancinha.  


Cortinas e tapete: Vertbaudet;
Alcofa com suporte em madeira: Dona Cegonha (Mafra), existe também no El Corte Inglês;
Luz de presença com Boneco: Chicco;
Mesa de Cabeceira e candeeiro : Ikea (já pertenciam à casa);
Porta banheira com muda fraldas e espreguiçadeira: Emprestadas
Algo que nos faz poupar bastante dinheiro é o empréstimo de alguns utensílios que rapidamente deixamos de poder utilizar, não falo só das primeiras roupas mas também de brinquedos, muda fraldas, espreguiçadeiras, berços, carros com ovinho e outros apetrechos, que em menos de 1 ano já a criança deixou de usar e quando vamos ver já gastámos bastante dinheiro. É verdade que queremos sempre tudo novo e bonitinho para receber o nosso primeiro filho, ou até o segundo, por aí, mas torna-se uma grande poupança se tivermos a oportunidade de receber emprestado (desde que em boas condições) estes pequenos/grandes objectos.   

Também já temos uma grande acumulação de material higiénico, nem todo é da mesma marca para termos a possibilidade de ver a qual a mini lady se adapta melhor, entre eles constam Mustela, Uriage, Oleoban, Chicco, Johnson, e algumas amostras que fomos adquirindo. Os auscultadores são da Chicco, e apenas servem para receber o som, são da gama mais baixa e o que julgamos suficiente para percebermos se está tudo bem. Também já consta na estante o Livro do bebé, para apontar todas as coisitas desde o inicio da gravidez até aos primeiros anos da criança, há sempre bons momentos que ficam retidos e é tão bom recordar; outro apetrecho é o mealheiro avó porquinho que o Bes nos concedeu na abertura de uma conta poupança da piquena, e que gira ficou ali. 


As roupinhas também já estão prontas a serem utilizadas, a maior parte delas foram dadas e herdadas de outras piquenas da familia, o BabyShower também serviu para juntar mais umas peças ao arsenal, e pensar que em menos de 6 meses esta roupa já não serve.

Have fun,
M

1 comentário:

Ocorreu um erro neste dispositivo