segunda-feira, 5 de novembro de 2012

O bicho da preguiça assolapou-se por aqui!

A semana até começou bem, mas tinha que ter um meio infeliz. O choque apoderou-se da minha pessoa e a preguiça (sonsa que só ela) veio atrás. 
Não quero falar, escrever, ouvir sequer, às vezes nem consigo olhar; ou talvez olhe, observo e absorvo, tento mas não compreendo, quais os motivos? O que se ganha? Não é maior a perda?
Eu perco, perco a inocência, perco a vontade, a vivacidade de cada dia, perco a compreensão, perco a esperança, perco a alegria no olhar, perco a liberdade de expressão, perco a honestidade para quem a deveria querer. E no meio de tudo isto só compreendo, que finalmente sei, que o mundo do trabalho é mesmo um "mundo de cão".


Have fun,
M

P.S.: Azar daqueles que não te quiseram ver brilhar!

2 comentários:

  1. Não é só o mundo do trabalho que é um mundo cão. É geral. Por norma, as pessoas não são de confiança, não são honestas, não são sinceras, não são amigas, não ficam felizes com o teu sucesso, muito pelo contrário. Bem vinda à realidade. Só tenho um conselho, avalia e estuda muito bem as pessoas antes de te tornar amiga delas, e aceita na tua vida apenas e exclusivamente as pessoas verdadeiramente genuínas. E só assim vais poder continuar a guardar esse brilho nos olhos que caracteríza as pessoas verdadeiramente felizes. Também estou numa fase em que fui desiludida por uma pessoa que me era muito querida, que eu considerava o meu melhor amigo, e o brilho que eu tinha nos olhos e a minha alegria de viver esmoreceram de um dia para o outro. Talvez recupere desta ruptura, talvez fique sempre com esta falha que me fere a alma. Vou fazer tudo por recuperar a chama que havia em mim e continuar a ser feliz, não vai ser fácil, mas vou tentar. Tens de igual forma tentar ultrapassar essa desilusão que tiveste e continuar a lutar para ser feliz. Boa semana :)

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo